Buscar onde morar pode ser a coisa mais difícil do mundo. No meu caso, queríamos achar logo, para poder marcar a data do casamento.

Mas não adianta! Como diria o sábio Papai, só quando “bater o sininho” é que vocês saberão que acharam o certo. E vou contar: até o sininho bater vimos e revimos milhões de apartamentos e demorou quase 1 ano.

A saga que aqui começa vai contar como fizemos pra achar a nossa casinha, mas antes acho que é útil ter algumas coisas em mente antes de começar a procurar o seu:

1) Saiba quanto você tem para gastar, e o mais importante: Comprar ou alugar?

2) Escolha a região onde você quer morar: Em SP tudo que fica entre a marginal tietê e a pinheiros é mais caro. Ex: Pompéia, Itaim, Pinheiros, Vila Olímpia, Brooklin, Etc… Se você decidir ir pro lado de lá das pontes como Osasco, Casa Verde, Morumbi, acaba sendo mais barato.

3) Pense no tipo de apartmento/casa que vocês querem: novo ou antigo, quantos dormitórios, quantos banheiros, com ou sem suíte, garagem coberta ou descoberta, área de lazer, etc.

4) Quanto vocês podem pagar de condomínio e IPTU? Parece uma pergunta boba, né? Mas eu e o maridão vimos um apartamento que o condomínio passava de R$1.500!!!

5) Estude a região em dias de semana e finais de semana. Tem farmácia, mercado e padaria perto? Onde as visitas vão parar o carro quando vierem te visitar? Parecem coisas bobas, mas que no dia-a-dia fazem uma suuuuper diferença.

6) Saiba quais são as opções de transporte público perto de onde você mora – você nunca sabe quando vai precisar.

Estas perguntinhas são básicas…Tem coisas que são mais importantes para uns casais e menos para os outros.

Para mim e para o maridão foram o suficiente para acharmos o nosso. 🙂

Anúncios