Com a verba e a região escolhida, confesso que as coisas ficam mais fáceis.

Achamos um corretor na região que queríamos e começamos a procurar. Confesso que ele era meio louco (acho que todos eles são) e sempre nos levava em apartamentos que eram muito mais caros do que a verba que a gente tinha. E pior: quando falávamos que não dava, ele ainda ficava puto!

Desistimos dele e comecei a procurar no Imóvel Web. Não foi a coisa mais fácil do mundo, mas você consegue restringir bastante as buscas por lá e é fácil encontrar corretores sérios e com um bom conhecimento da região.

Lembro até hoje o dia que vi o anúncio do meu. “Apartamento Ensolarado, boa localização”. Liguei pra corretora na hora. Tinha tirado uns dias de férias para ir atrás da casa nova e queria ir visitá-lo naquele dia. Pouco ansiosa, né?

Parte de mim não queria acreditar na informação do anúncio, porque eu desconfiava ser um prédio que já tínhamos ido antes com o corretor maluco. Ele tinha nos apresentado dois apartamentos em um mesmo prédio: um deles com o chão de todas as áreas de piso frio rosa perolado. Juro! Até o quarto era rosa. O outro tinha uma portinhola de cowboy dividindo a sala dos quartos. Ou seja: rolava um pré-conceito em relação ao prédio.

Quando vi que era o mesmo prédio eu murchei, juro. Não queria passar por aquele trauma de novo. Era muita coisa brega junta, sabe? E eu assumi que todos seriam daquele jeito, me esquecendo das fotos que eu tinha visto na internet.

A corretora foi na frente, abriu a porta e eu entrei. Acho que logo quando coloquei o primeiro pé dentro do apartamento eu já ouvi os sininhos baterem lá no fundo. Fui vendo aos poucos sem deixar demonstrar muito a emoção….Era este!!!

Depois de 8 meses de buscas, ela tinha terminado. Agora eu só precisava convencer o maridão. 😀

Anúncios