Sou apaixonada por tatuagem. Tinha duas antes de casar, e o maridão estava me enrolando há uns dois anos já para fazer a terceira.

A verdade é que eu não sabia muito bem o que eu queria fazer e onde. E quando falamos de tattoo, se você tem alguma dúvida, é melhor não arriscar. Só faça a sua quando você souber exatamente o que quer (quantas pessoas já não vimos nos programas de TV cobrindo uma tattoo antiga?). Eu mesmo tenho uma que me arrependo um tiquinho e quero mudá-la quem-sabe-um-dia.

Mas voltando… Um pouquinho antes do casamento eu descobri o Tinico Rosa. Fui vendo os trabalhos dele no site, no Flickr, e fui me apaixonado. Quando comecei a perceber, várias pessoas que eu conheço que tinhm tattoos lindas, que eu adorava, tinham feito tattoo com ele e muitas outras estavam na fila. Ou seja: eu já tinha achado “o cara”.

A dúvida agora era: fazer antes ou depois do casamento? Isso porque, quando achei “o cara”, decidi junto que a tattoo seria no ombro. Pensei muito, tínhamos tantos gastos com o casório que acabei deixando para depois – mas não tão depois assim.

Casamos em agosto e em outubro eu estava lá na porta do Tinico para fazer a minha tão esperada tattoo. Muita conversa, uma seção de consulta só pra ele ver as referências que eu tinha separado e fazer um esboço no meu corpo, e pronto: a tattoo estava escolhida.

Eu nem preciso falar que amei, né? Na fotinho ela ainda está bem vermelha porque ele tinha acabado de tirar a agulha e limpar quando o maridão tirou, mas tá valendo.


Eu amo ela, olho todo dia e fico muuuuito feliz quando vejo o passarinho escondidinho ali no meio (acho fofo)….Mas tenho que confessar uma coisinha: vira e mexe me pergunto como eu ficaria com a minha tattoo e o vestido de noiva. 😀

Anúncios