You are currently browsing the category archive for the ‘Cozinhar’ category.

Ela existe? Depois de um final de semana gastronômico em Buenos Aires eu descobri que sim, ela existe!

E o nome não é batata frita, minha gente…É Papa Soufflé! Não que eu não tivesse comido batatas assim antes, mas achei que era alguma “loucura” de algum chef de cozinha, que fosse uma coisa difícil de fazer e que só tinha em restaurante caro. Mas lá eu descobri que é comum e me esbaldei na Papa Soufflé. É a batata gordinha, estufadinha. Vocês já viram?

Ela fica assim, gordinha, depois de duas “aventuras” no óleo: na primeira, é frita por 4 ou 5 minutos em óleo com uma temperatura média. Depois disso ela é frita, até dourar, numa outra panela com óleo fervendo (do tipo quase pegando fogo). Seu colesterol vai reclamar, mas eu juro que vale à pena. (para fritar você precisa colocar ela crua mesmo no óleo, cortada em fatias de 3 milímetros mais ou menos)

A próxima aventura é tentar fazer ela em casa. Ou na casa dos meus pais pra não sujar a minha cozinha. 🙂

El Palacio de la Papa Frita: Avenida Corrientes, 1612 – Buenos Aires, Argentina.

(Como diria o maridão, #ficadica)

Anúncios

Como estou sem internet, meus posts estão sendo meio Copy + Paste, sabe?

Mas tudo bem, porque eu vi e não resisti.

Vi no Cantinho das Casadas uma Aula de Brigadeiro com a Juliana Motter da Maria Brigadeiro que saiu na TV Estadão. Como assim? Brigadeiro? Quero compartilhar tambééééém! Ctrl V, ativar!

Veja o vídeo aqui e a receitinha copiada do Cantinho das Casadas abaixo:

Ingredientes:

– 02 latas de leite condensado
– 08 colheres de sopa de chocolate em pó
– 02 colheres de sopa de manteiga

Modo de preparo:

Para começar coloque o leite condensado em uma panela, de preferência em uma panela de fundo grosso para o brigadeiro não queimar.

Misture o chocolate, coloque a manteiga e leve ao fogo baixo por mais ou menos 10 minutos, até que ele comece a desgrudar do fundo da panela.

Depois transfira para outro recipiente untado com manteiga e espere esfriar.

Depois que o brigadeiro estiver frio vem a parte mais gostosa, que é enrolar. Você enrola um, come dois e assim vai.

Passe um pouquinho de manteiga na mão como se fosse um creme. Com a ajuda de uma colher faça uma bolinha, enrole na mão e coloque no confeito. Ainda com a mão cubra todo o brigadeiro com o chocolate granulado ou outro confeito que você escolher.

Depois de enfeitado coloque na forminha e sirva em uma bandeja bem bonita.

🙂 Enjoy!

Sim, mais uma do meu querido Marketing na Cozinha!

Pra impressionar o maridão ou agregado, porque não dar um Up no visual do seu ovo cozido?

É super fácil e tem o passo a passo aqui.

Oi? É a versão literal do vestido Bolo de Noiva! Criação do chef de cozinha colombiano Juan Manuel Barrientos. 🙂

Para variar, peguei no Marketing na Cozinha, que eu adoro!

Confesso que ainda não testei nenhum deles, mas aposto que ficam uma delícia com uma batatinha frita! 🙂

O Barbecue (ou BBQ como falam nos EUA) combina perfeitamente com a Ribs on The Barbie que a Fê colocou lá no Sushi com Macarrão!

Molho Barbecue (Receitinha da Cinara do Cinara’s Place)

– 2/3 xícara de catchup
– 2 colheres (sopa) de vinagre de maçã
– 1 1/2 colher (sopa) de molho inglês
– 1 1/2 colher (sopa) de açúcar
– Pouco menos de 1/2 xícara de água

Modo de Fazer: Misture tudo muito bem e use na receita de sua preferência. Segundo a Cinara, o molho fica bem líquido, porque ele engrossa no forno enquanto a carne assa. Se você quiser um molho mais consistente, não cloque tanta água, tá?

Receitinhas do Molho Especial do BigMac que a Cunha Thá me passou – garimpadas da Internet:

Molho especial 1
– 400 ml de leite
-2 colheres (sopa) de farinha de trigo
– 50 g de manteiga
-50 g de requeijão tipo cheddar (cremoso)
-4 colheres (sopa) de picles picadinhos
-3 colheres (sopa) de catchup
– 1 xícara (chá) de maionese

Modo de Fazer: Misture todos os ingredientes do molho especial e leve ao fogo baixo, refogue, mexendo sempre, até formar-se um creme laranja, depois deixe descansar na geladeira por um tempo.

Molho Especial 2
– 120ml de maionese
– 2 colheres de sopa de Frensh Dressing (o laranja) da Hellman’s
– 2 colheres de chá de relish doce de pepino (é isso que torna o molho especial…)
– 1 colher de sopa de cebola bem picadinha
– 1 colher de chá de vinagre de maçã
– 1 colher de chá de açúcar
– sal a gosto

Modo de fazer: Misture todos os ingredientes em uma vasilha e deixe tampado na geladeira por aproximadamente 8 horas mexendo a cada 2 horas para os sabores poderem misturar.

Ainda tô pra descobrir uma receita pro molho delícia que vem com a Aussie Fries do Outback. Se alguém tiver, me manda!!! 🙂

Eu já fiz um post aqui falando de como pastei no começo do casamento para chegar no Arroz Ideal e nos últimos tempos eu realmente consegui atingir um nível de excelência arrozístico. Eu e o maridão sempre comemos umas 3 garfadas só de arroz antes e começar a comer, porque ele fica bem bom mesmo.

Até esta semana…Não foi assim que eu fiz um arroz ruim, sabe? Eu só fiz um arroz marrom! Siiiiim! Marrom.

Acho que eu deixei o alho passar “um pouquinho” do ponto e ele ficou bem torradinho dentro da panela. Eu não percebi porque ela é de Teflon, coloquei o arroz e depois de colocar a água vi que estava estranho.

Não resisti e tirei foto…Mas olha: ficou normal e marrom…Deu até pra comer!

Sim…Parte da vida de casada é cozinhar (vamos deixar o limpar e lavar de lado no momento. :))

Quando você casa e não cozinha nada, as coisas mais simples do dia-a-dia são um pé no saco. Na casa da mamãe você chegava e a comida estava prontinha e quentinha…No meu caso (e na vida de casada quando não se tem uma secretária do lar todo dia ou cozinheira), eu chego em casa e tenho que preparar o jantar do dia.

Confesso que no começo eu me empolgava mais para cozinhar. Acho que eu entrei numa onda “preguiça” que eu chego em casa e não tenho vontade nem de colocar o nuggets para assar, mas ok. Este não é o foco deste post.

Voltando….Quando eu cozinho, e eu adoro cozinhar e inventar coisas, tenho “saco zero” para descascar alho, picar cebola, lavar alface. São coisas simples, mas que são meio massantes quando você tem que fazer todo dia.

Eu tento adiantar estas coisas o máximo que posso. Ou seja: lavo o alface todo de uma vez (quando estou no clima), descasco e pico o alho numa tacada só e pico a cebola bem pequenininha também.

Mas eu não sou uma master chef pra saber fazer isso no melhor estilo “Top Chef”. Uso mesmo o meu mini-processador que ganhei de presente de casamento.

E devo confessar, é uma maravilha. Você corta a cebola em 4, coloca lá e tchuf! 20 segundos depois, cebolas picadinhas pequenininhas que quase somem na comida. Descasco todo o alho que compro, coloco lá e voilá. Alho picadinho e bem melhor do que o que você compra pronto no mercado.

 

Não uso sempre, pois sempre faço o bastante pra durar…E guardo em um potinho de vidro com a tampa bem fechadinha pra durar bastante. No fim das contas, a comida fica mais gostosinha e o maridão fica mais feliz! 🙂 E olha que depois que você se acostuma, fica difícil não usar. Fui pra casa da Mamuska estes dias, procurei um desesperadamente e não tinha.

Fica a dica pra quem está fazendo a lista de casamento, pra quem já fez e não pediu (mas pode comprar porque é baratinho e vale à pena), ou pra você, cozinheira de plantão que também não tem muito saco pras miudezas da cozinha. 😉

Com este frio só uma sopinha pra aquecer a gente, né? O maridão odeia sopa, então aproveitei que ele trabalhou no feriado para fazer uma bem gostosa.

Eu não sabia a receita original, então fiz da minha cabeça e a sopa ficou uma delícia!

Ingredientes:

– 1 pacote de cenourinhas baby congeladas (fiz com elas porque era o que eu tinha em casa, mas pode ser cenoura normal também. Só aconselho cortar em cubinhos pra cozinhar mais rápido)

– 1/2 cebola

– 1/2 colher de café de alho picado

– 1/2 tablete de caldo de legumes

– Pimenta do Reino e Sal à gosto

– 1 Caixinha de creme de leite

– 1 colher de sopa de manteiga

– Àgua (esta parte eu confesso que não sei a medida, porque coloquei mais depois. Aí depende se você gosta da sopa mais rala ou mais consistente) 🙂

Como fazer – percebam o nível de dificuldade…quase zero!

Coloque a cenoura, cebola, alho, temperos e manteiga para cozinhar na água. Depois que a água ferver deixe por mais uns 5 minutinhos no fogo e depois desligue.

Precisa deixar esfriar um pouquinho antes de bater tudo no liquidificador, tá? Coloque aos poucos no liquidificador e adicione água fria (pra ajudar a resfriar). Eu posso dizer que devo ter usado uns 400 Ml de cada vez (pra ferver e depois pra esfriar).

Depois que estiver tudo bem batidinho volte a sopa para a panela. Nesta parte é crucial experimentar para ver se não está doce e colocar um pouquinho mais de sal. Quando ela estiver quase fervendo adicione o creme de leite e voilá!!!!

Vocé pode colocar queijo parmesão em cima ou inovar: faça um pouquinho de pipoca e adicione aos poucos à sopa (como se fosse croutons). Mas precisa ser conforme você for comendo, se não a pipoca fica murcha, hein?

Enjoy!!!

Quando eu fiz minha lista de casamento coloquei todos os tipos de apetrechos. Só de escorredor de macarrão e variáveis eu ganhei 3.

Quando chega a hora de decidir o que vai ser trocado e o que fica você tem que acabar priorizando a funcionalidade X o espaço que você tem para guardar as coisas. Pois bem. Dos três eu decidi ficar com uma panela alta, que tem a tampa furadinha, igualzinha a esta:

Escolhi ela pela funcionalidade de me deixar preparar também outras coisas, por ser uma panela também e por ser fácil de usar: você segura  tampa fechada, vira a panela de cabeça pra baixo e escorre a água.

Facinho, né? Pois bem. É super fácil até você precisar realmente fazê-lo. Tive duas tentativas:

1) Sozinha com maridão em casa

O macarrão estava super no ponto. Peguei minhas super luvinhas e parti pra cima da panela. A sorte foi que, pra garantir, coloquei uma super peneira de silicone que eu tenho dentro da pia porque eu sabia que podia dar merda. E deu. Assim que eu virei a panela eu não consegui segurar direito a tampa e o macarrão caiu todinho dentro da peneira. Mas ok. Estava limpinha e toda a água escorreu. O maridão nem ficou sabendo.

2) Eu, Maridão, Cunha e Cunho em casa. As primeiras visitas para quem eu realmente cozinhei (sentiu o drama, né?)

Fiz um super molho de Chili, bem apimentadinho e fui tirar o Penne da panela. Todos estavam na sala conversando (que é imediatamente grudada na cozinha, devido à ampla disposição do nosso apartamento de 60 metros).

Desta vez eu já sabia que a panela podia me enganar. Por isso fui preparada e com mais “força” para segurar a tampa. Só esqueci da peneira, mas estava tudo sob controle. Eu tinha o meu plano bolado: “vou escorrer a água bem devagarinho sem virar muito a panela. Quando estiver no finalzinho eu viro um pouco mais e pronto”.

Todos na sala conversando, ninguém prestando atenção e mim e eu fui. O plano foi executado com perfeição, exceto pela “viradinha” no final. Eu consegui escorrer 95% da água da panela e quando fui dar a “viradinha” meu macarrão foi inteirinho pra pia!

Eu, como não esperava aquilo, não me aguentei e soltei um modesto “Ugh” que fez com que os três estivessem na cozinha no instante seguinte e dando risada da minha cara.

Meu Cunho no mesmo instante em que chegou já me ajudou a salvar o macarrão (a pia estava limpa, ok?). Demos aquela lavadinha básica, com bastante água, colocamos na panela com o molho e mandamos ver. Conseguimos salvar o suficiente para jantarmos e repetirmos o prato – ficou muito bom!

Neste dia decidi que, por mais que a gente não tenha espaço, em alguns pontos não vale à pena fugir do tradicional e passar carão na frente das visitas!

E não tive dúvidas: parti no dia seguinte atrás de um escorredor de macarrão decente. 🙂

Essa é baba e foi a primeira desenvolvida pós casamento.

Relembrei o quanto gosto de ervilhas no avião indo pra lua-de-mel e na volta inclui a ervilha no nosos cardápio. Como comemos sempre um franguinho grelhado com salada ou legumes, a ervilha é ingrediente básico na minha cesta básica! 🙂

Ingredientes:

Ervilhas Frescas Congeladas

2 colheres de sopa de manteiga

1 colher e meia de chá de alho picado (daquele de potinho mesmo).

Como fazer:

Coloque água para ferver em uma panelinha. Enquanto isso já tire a ervilha congelada da geladeira.

Depois que a água ferver, acrescente as ervilhas e deixe elas lá por uns 4 minutinhos.

Retire a ervilha da água e deixe escorrendo. Na mesma panelinha você coloca a manteiga para derreter e o alho para dar uma fritadinha. Quando o alho não estiver mais cru (ele não precisa estar torrado), coloque a ervilha e mexa bem.

Voilá! Ervilhas fresquinhas e sautée para acompanhar sua carne preferida!

Quem sou eu?


aventurasdecasada@gmail.com

Se cadastre para receber as atualizações do blog por email! ;)

Junte-se a 57 outros seguidores