You are currently browsing the category archive for the ‘Culinária’ category.

Como estou sem internet, meus posts estão sendo meio Copy + Paste, sabe?

Mas tudo bem, porque eu vi e não resisti.

Vi no Cantinho das Casadas uma Aula de Brigadeiro com a Juliana Motter da Maria Brigadeiro que saiu na TV Estadão. Como assim? Brigadeiro? Quero compartilhar tambééééém! Ctrl V, ativar!

Veja o vídeo aqui e a receitinha copiada do Cantinho das Casadas abaixo:

Ingredientes:

– 02 latas de leite condensado
– 08 colheres de sopa de chocolate em pó
– 02 colheres de sopa de manteiga

Modo de preparo:

Para começar coloque o leite condensado em uma panela, de preferência em uma panela de fundo grosso para o brigadeiro não queimar.

Misture o chocolate, coloque a manteiga e leve ao fogo baixo por mais ou menos 10 minutos, até que ele comece a desgrudar do fundo da panela.

Depois transfira para outro recipiente untado com manteiga e espere esfriar.

Depois que o brigadeiro estiver frio vem a parte mais gostosa, que é enrolar. Você enrola um, come dois e assim vai.

Passe um pouquinho de manteiga na mão como se fosse um creme. Com a ajuda de uma colher faça uma bolinha, enrole na mão e coloque no confeito. Ainda com a mão cubra todo o brigadeiro com o chocolate granulado ou outro confeito que você escolher.

Depois de enfeitado coloque na forminha e sirva em uma bandeja bem bonita.

🙂 Enjoy!

Sim, mais uma do meu querido Marketing na Cozinha!

Pra impressionar o maridão ou agregado, porque não dar um Up no visual do seu ovo cozido?

É super fácil e tem o passo a passo aqui.

Eu sou apaixonada por batata frita. Amo amo amo de paixão e de qualquer jeito. Molenguinha, crocante, fininha, grandinha, com molho, sem molho, com bacon, sem bacon. Hum…Deu até água na boca. 🙂

Aí estes dias eu e o maridão fomos no mercado comprar uns quitutes para passar o final de semana na casa dos meus pais (eles tinham ido viajar). Compramos um hamburguer delícia (que terá um post dedicado) e pra acompanhar, obviamente, eu queria batatas fritas.

Mas vamos combinar que fazer batata frita dá um mega trabalho? Só o que espalha de óleo, eu prefiro não arriscar. Aí fui fuçar na parte de congelados do mercado para pegar um pacotinho de batatas congeladas e tentar fazer no forno, e achei a Batata Frita para Forno. Genial!!!

Pelo custo benefício (leia-se óleo espalhado por todo lado), não achei tão cara assim. Custa R$4,99 no Pão de Açucar. E, eu não li o saquinho todo, mas pelo que entendi do esquema é uma batata frita (frita mesmo) que é congelada. Você coloca ela no forno, deixa uns 20 minutos até dourar e voilá: batatas fritas em casa e sem sujeira!

Ah…Mas vale falar também que ela não fica como uma batata frita literamente, mas pra não fazer sujeira em casa e acompanhar um hamburguer, quebra um super galho!

Confesso que ainda não testei nenhum deles, mas aposto que ficam uma delícia com uma batatinha frita! 🙂

O Barbecue (ou BBQ como falam nos EUA) combina perfeitamente com a Ribs on The Barbie que a Fê colocou lá no Sushi com Macarrão!

Molho Barbecue (Receitinha da Cinara do Cinara’s Place)

– 2/3 xícara de catchup
– 2 colheres (sopa) de vinagre de maçã
– 1 1/2 colher (sopa) de molho inglês
– 1 1/2 colher (sopa) de açúcar
– Pouco menos de 1/2 xícara de água

Modo de Fazer: Misture tudo muito bem e use na receita de sua preferência. Segundo a Cinara, o molho fica bem líquido, porque ele engrossa no forno enquanto a carne assa. Se você quiser um molho mais consistente, não cloque tanta água, tá?

Receitinhas do Molho Especial do BigMac que a Cunha Thá me passou – garimpadas da Internet:

Molho especial 1
– 400 ml de leite
-2 colheres (sopa) de farinha de trigo
– 50 g de manteiga
-50 g de requeijão tipo cheddar (cremoso)
-4 colheres (sopa) de picles picadinhos
-3 colheres (sopa) de catchup
– 1 xícara (chá) de maionese

Modo de Fazer: Misture todos os ingredientes do molho especial e leve ao fogo baixo, refogue, mexendo sempre, até formar-se um creme laranja, depois deixe descansar na geladeira por um tempo.

Molho Especial 2
– 120ml de maionese
– 2 colheres de sopa de Frensh Dressing (o laranja) da Hellman’s
– 2 colheres de chá de relish doce de pepino (é isso que torna o molho especial…)
– 1 colher de sopa de cebola bem picadinha
– 1 colher de chá de vinagre de maçã
– 1 colher de chá de açúcar
– sal a gosto

Modo de fazer: Misture todos os ingredientes em uma vasilha e deixe tampado na geladeira por aproximadamente 8 horas mexendo a cada 2 horas para os sabores poderem misturar.

Ainda tô pra descobrir uma receita pro molho delícia que vem com a Aussie Fries do Outback. Se alguém tiver, me manda!!! 🙂

Ah. Estou numa fase chocólatra. Vi esta receita no site da revista Casa e Jardim e não consegui não postar.

Olha que mousse lindo, com cara de “se joga”!!! A receita é do Olivier Anquier. 🙂

Rendimento 6 porções
Tempo de preparo 20 minutos

Ingredientes
250 g de chocolate amargo ou meio-amargo;
200 g de manteiga sem sal;
5 ovos;
100 g de açúcar;
1 gota de baunilha (opcional).

Modo de fazer
1- No banho-maria, derreta o chocolate e a manteiga. Enquanto isso, bata as gemas com o açúcar, na batedeira, até obter um creme bem claro.
2- Quando a manteiga e o chocolate estiverem bem incorporados, despeje a mistura nas gemas sem parar a batedeira. 3- Bata as claras em neve até ficarem bem consistentes.
4- Em uma vasilha grande, junte as claras em neve à mistura de chocolate com gemas. Não use batedeira, use apenas uma colher de pau.
5- Despeje a musse em uma saladeira grande e deixe na geladeira por, no mínimo, 2 horas. Não cubra com filme plástico, para evitar a condensação de água. Sirva bem gelada.

Yummy!

As imagens são da Casa e Jardim também. 😉

Sim…Parte da vida de casada é cozinhar (vamos deixar o limpar e lavar de lado no momento. :))

Quando você casa e não cozinha nada, as coisas mais simples do dia-a-dia são um pé no saco. Na casa da mamãe você chegava e a comida estava prontinha e quentinha…No meu caso (e na vida de casada quando não se tem uma secretária do lar todo dia ou cozinheira), eu chego em casa e tenho que preparar o jantar do dia.

Confesso que no começo eu me empolgava mais para cozinhar. Acho que eu entrei numa onda “preguiça” que eu chego em casa e não tenho vontade nem de colocar o nuggets para assar, mas ok. Este não é o foco deste post.

Voltando….Quando eu cozinho, e eu adoro cozinhar e inventar coisas, tenho “saco zero” para descascar alho, picar cebola, lavar alface. São coisas simples, mas que são meio massantes quando você tem que fazer todo dia.

Eu tento adiantar estas coisas o máximo que posso. Ou seja: lavo o alface todo de uma vez (quando estou no clima), descasco e pico o alho numa tacada só e pico a cebola bem pequenininha também.

Mas eu não sou uma master chef pra saber fazer isso no melhor estilo “Top Chef”. Uso mesmo o meu mini-processador que ganhei de presente de casamento.

E devo confessar, é uma maravilha. Você corta a cebola em 4, coloca lá e tchuf! 20 segundos depois, cebolas picadinhas pequenininhas que quase somem na comida. Descasco todo o alho que compro, coloco lá e voilá. Alho picadinho e bem melhor do que o que você compra pronto no mercado.

 

Não uso sempre, pois sempre faço o bastante pra durar…E guardo em um potinho de vidro com a tampa bem fechadinha pra durar bastante. No fim das contas, a comida fica mais gostosinha e o maridão fica mais feliz! 🙂 E olha que depois que você se acostuma, fica difícil não usar. Fui pra casa da Mamuska estes dias, procurei um desesperadamente e não tinha.

Fica a dica pra quem está fazendo a lista de casamento, pra quem já fez e não pediu (mas pode comprar porque é baratinho e vale à pena), ou pra você, cozinheira de plantão que também não tem muito saco pras miudezas da cozinha. 😉

Eu não sou um gênio na cozinha, mas às vezes eu decido me aventurar.

Estava um dia, do ano passado, vendo Ana Maria Braga antes de vir pro trabalho (sim…Eu vejo de vez em quando) e vi ela fazendo esta receita. Eu, apaixonada por cookies que sou, decidi arriscar.

Fiz uma vez na casa dos meus pais e eles acabaram em 2 dias. Resolvi fazer pra minha equipe do trabalho como um presentinho de fim de ano e foi um sucesso. Tinha feito cookies pequenininhos e distribuí em saquinhos.

Este ano fiz de novo, mas fiz cookies maiores, com pedaços de chocolate ainda maiores. Eles ficaram melhores ainda, modéstia à parte. Você pode fazer e aposto que vai ficar gostoso. 🙂

Ah. Eu não coloco nozes. Deixo só com chocolate mesmo!

Ingredientes

– 2 xícaras (chá) de manteiga

– 2 xícaras (chá) de açúcar

– 2 xícaras (chá) de açúcar mascavo

– 4 ovos

– 2 colheres (sopa) de baunilha

– 4 xícaras (chá) de farinha de trigo

– 5 xícaras (chá) de aveia liquidificada (meça a aveia e depois liquidifique até convertê-la em pó)

– 1 colher (café) de sal

– 2 colheres (sopa) de fermento em pó

– 2 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio

– 3 xícaras (chá) de nozes picadas

– 1 kg de chocolate meio amargo em cubos pequenos

Modo de Preparo

1- Numa batedeira coloque 2 xícaras (chá) de manteiga, 2 xícaras (chá) de açúcar, 2 xícaras (chá) de açúcar mascavo e bata até formar um creme. Adicione 4 ovos, 2 colheres (sopa) de baunilha e bata bem. Desligue a batedeira e transfira a mistura para uma tigela grande.

2 – Junte 4 xícaras (chá) de farinha de trigo e misture bem com o auxílio de um batedor de arame. Acrescente 5 xícaras (chá) de aveia liquidificada (meça a aveia e depois liquidifique até convertê-la em pó), 1 colher (café) de sal, 2 colheres (sopa) de fermento em pó, 2 colheres (sopa) de bicarbonato de sódio e misture bem. Agregue 3 xícaras (chá) de nozes picadas e 1 kg de chocolate meio amargo em cubos pequenos até formar uma massa.

3 – Com as mãos faça pequenas bolinhas do tamanho de 1 colher de sopa (ou não. ehehehe) e vá arrumando as bolinhas numa forma distante 5 cm umas das outras. Leve ao forno pré-aquecido a 200 graus por 10 minutos. (elas vão se expandir no forno e ficar com formato de bolacha ou cookies).

 :)

Isso mesmo! Hoje, 25 de outubro, é dia do macarrão. Pra comemorar, vou dar uma receita super fácil que tenho feito muuuuito em casa (e o maridão adora) e fica muito bom mesmo!

Descobri esta famosa receita da Família Soler Mota “no susto”. Isso porque queria fazer um macarrão diferente, mas eu não tinha nada de diferente em casa. Arrisquei, fiz, ficou muito bom, e repetimos diversas vezes já!

Penne à la Soler Mota

– 1 Cebola média picada em pedaços grandes

– 2 Colheres de sopa de azeitonas verdes picadas

– 1 colher de alho picado

– Azeite à gosto

– 1 Saquinho de molho de tomate pomarola tradicional ou com manjericão (Acho ótimo que agora eles fazem assim de sachê)

– 3 fatias de queijo Cheddar Sandwich in Polenghi (Compro ele de bandeja com mais unidades no Extra, vem fatiado e é mais barato)

– Penne

Modo de Fazer

Macarrão: processo normal de cozinhar o macarrão – nenhuma novidade aqui!

Molho: Coloque o alho e a cebola para dourar na panela com azeite. Quando estiver “semi” dourada, adicione as azeitonas. Deixe refogar por 3 ou 4 minutos. Coloque o molho na panela, acrescente um pouco de água filtrada (eu geralmente coloco a medida de meio saquinho, pra aproveitar o molho que ainda fica por lá). Deixe o molho ferver. Acrescente as 3 fatias de queijo cheddar. O queijo cheddar vai derreter aos poucos e mudar a cor do molho. Ele fica um vermelho meio laranja, mas já adianto que delicioso!

Sirva o macarrão com o molho (ou se sirva de macarrão e se lambuze no molho – eu e o maridão geralmente exageramos na parte do molho porque fica muuuuito bom).

Perceberam como o molho ficou mais laranjinha?

Yummy! =P

Com este frio só uma sopinha pra aquecer a gente, né? O maridão odeia sopa, então aproveitei que ele trabalhou no feriado para fazer uma bem gostosa.

Eu não sabia a receita original, então fiz da minha cabeça e a sopa ficou uma delícia!

Ingredientes:

– 1 pacote de cenourinhas baby congeladas (fiz com elas porque era o que eu tinha em casa, mas pode ser cenoura normal também. Só aconselho cortar em cubinhos pra cozinhar mais rápido)

– 1/2 cebola

– 1/2 colher de café de alho picado

– 1/2 tablete de caldo de legumes

– Pimenta do Reino e Sal à gosto

– 1 Caixinha de creme de leite

– 1 colher de sopa de manteiga

– Àgua (esta parte eu confesso que não sei a medida, porque coloquei mais depois. Aí depende se você gosta da sopa mais rala ou mais consistente) 🙂

Como fazer – percebam o nível de dificuldade…quase zero!

Coloque a cenoura, cebola, alho, temperos e manteiga para cozinhar na água. Depois que a água ferver deixe por mais uns 5 minutinhos no fogo e depois desligue.

Precisa deixar esfriar um pouquinho antes de bater tudo no liquidificador, tá? Coloque aos poucos no liquidificador e adicione água fria (pra ajudar a resfriar). Eu posso dizer que devo ter usado uns 400 Ml de cada vez (pra ferver e depois pra esfriar).

Depois que estiver tudo bem batidinho volte a sopa para a panela. Nesta parte é crucial experimentar para ver se não está doce e colocar um pouquinho mais de sal. Quando ela estiver quase fervendo adicione o creme de leite e voilá!!!!

Vocé pode colocar queijo parmesão em cima ou inovar: faça um pouquinho de pipoca e adicione aos poucos à sopa (como se fosse croutons). Mas precisa ser conforme você for comendo, se não a pipoca fica murcha, hein?

Enjoy!!!

Eu aprendi com a minha Cunha Sá que fazer risoto é muito mais fácil do que parece. A receita principal é básica e você só adiciona no final o “sabor” que você vai querer dar pro Risoto.

Desde então venho me aventurando nos risotos. Como o maridão já enjoou do Risoto de Shitake, inventei uma nova versão que ganhou nota 10 na avaliação. Espero que vocês gostem.

Modo de Fazer:

Caldo de legumes:

Todo risoto precisa de um caldo, para hidratar o arroz. Quando você fizer um risoto que tenha algum legume ou vegetal (exceto folhas), você pode colocá-lo direto no caldo, para já deixá-lo ir cozinhando.

Coloque em uma panela 1,5 litros de água, o caldo de legumes e a abobrinha. Adicione 1 dente de alho picado e duas colheres de mostarda. Deixe cozinhar.

Risoto:

Em uma panela grande, coloque a cebola para dourar com o azeite e depois adicione o arroz arbório. Deixe o arroz fritar um pouquinho no azeite e adicione o vinho branco. – ele vai começar a hidratar o arroz.

Quando o vinho começar a secar, adicione o caldo aos poucos (o ideal é sempre colocar 1 ou duas conchas cheias do caldo (com abobrinha junto) e mexer sempre. Quando começar a secar, você adiciona mais caldo e assim por diante.

O importante é que o arroz hidrate lentamente. Aos poucos você vai perceber que ele começa a mudar de textura e começa a ficar meio transparente. O ponto do risoto é meio Al dente, portanto é importante experimentar sempre para você não perder o ponto.

Se sobrar muito caldo e abobrinhas na panela em que você fez o caldo, coloque apenas as abobrinhas que sobraram, se não o risoto fica muito molengão. 🙂

Quando ele estiver pronto, adicione o queijo brie picado. Desligue o forno e adicione uma colher de margarina.

Voilá! Está prontinho para comer. Você pode acompanhar o risoto com uma salada ou um filé grelhado, como eu fiz na fotinho abaixo.

Ingredientes:

– Água filtrada

– Caldo de Legumes

– 2 Colheres de Mostarda

– 1 dente de alho picado

– 2 abobrinhas médias picadas (pode ser em rodelas, quadradinhos, etc.)

– 1 xícara de arroz arbório

– 1 xícara de vinho branco

– 1 colher de margarina

– 1 queijo Brie picado

Obs: quando o queijo não for um ingrediente principal do seu prato, coloque meio pacotinho de queijo parmesão. No caso acima eu não coloquei para o parmesão não roubar o “gostinho” do brie.

Quem sou eu?


aventurasdecasada@gmail.com

Se cadastre para receber as atualizações do blog por email! ;)

Junte-se a 57 outros seguidores