You are currently browsing the tag archive for the ‘comemorar’ tag.

Meu deus!!!

Eu juro que quando casei não sabia que aniversário de casamento se comemorava cada ano de um jeito. Achei que era tipo coisa de “firma” sabe, que comemora os funcionários com mais tempo de casa, de 10 em 10 anos?

Só sabia que as Bodas existiam pelas comemorações dos casais da família…Meus pais, meus avós, meus sogros. E as comemorações são sempre nos grandes marcos, né?

Até que fui pesquisar e achei a listinha abaixo. Resolvi fazer o post, porque achei engraçado…Fala sério, né? Bodas de vime? Bodas de Alexandrita? (O que é uma alexandrita? E um Crisopázio?) Bodas de erva? Nácar? Aventurina? Azeriche? Alabastro? Heliotrópio?

E tudo isso só porque olhei as 50 primeiras…Ainda tem mais 30 (a listinha vai até a comemoração de 80 anos).

Enjoy! 🙂

1 ano – bodas de papel

2 anos – bodas de algodão

3 anos – bodas de trigo ou couro

4 anos – bodas de flores e frutas ou cera

5 anos – bodas de madeira ou ferro

6 anos – bodas de perfume ou açúcar

7 anos – bodas de latão ou lã

8 anos – bodas de papoula ou barro

9 anos – bodas de cerâmica ou vime

10 anos – bodas de estanho ou zinco

11 anos – bodas de aço

12 anos – bodas de seda ou onix

13 anos – bodas de linho ou renda

14 anos – bodas de marfim

15 anos – bodas de cristal

16 anos – bodas de safira ou turmalina

17 anos – bodas de rosa

18 anos – bodas de turquesa

19 anos – bodas de cretone ou água marinha

20 anos – bodas de porcelana

21 anos – bodas de zircão

22 anos – bodas de louça

23 anos – bodas de palha

24 anos – bodas de opala

25 anos – bodas de prata

26 anos – bodas de alexandrita

27 anos – bodas de crisopázio

28 anos – bodas de hematita

29 anos – bodas de erva

30 anos – bodas de pérola

31 anos – bodas de nácar

32 anos – bodas de pinho

33 anos – bodas de crizo

34 anos – bodas de oliveira

35 anos – bodas de coral

36 anos – bodas de cedro

37 anos – bodas de aventurina

38 anos – bodas de carvalho

39 anos – bodas de mármore

40 anos – bodas de rubi ou esmeralda

41 anos – bodas de seda

42 anos – bodas de prata dourada

43 anos – bodas de azeriche

44 anos – bodas de carbonato

45 anos – bodas de platina ou safira

46 anos – bodas de alabastro

47 anos – bodas de jaspe

48 anos – bodas de granito

49 anos – bodas de heliotrópio

50 anos – bodas de ouro

51 anos – bodas de bronze

52 anos – bodas de argila

53 anos – bodas de antimônio

54 anos – bodas de níquel

55 anos – bodas de ametista

56 anos – bodas de malaquita

57 anos – bodas de lápis lazuli

58 anos – bodas de vidro

59 anos – bodas de cereja

60 anos – bodas de diamante ou jade

61 anos – bodas de cobre

62 anos – bodas de telurita

63 anos – bodas de sândalo

64 anos – bodas de fabulita

65 anos – bodas de ferro ou safira

66 anos – bodas de ébano

67 anos – bodas de neve

68 anos – bodas de chumbo

69 anos – bodas de mercúrio

70 anos – bodas de vinho

75 anos – bodas de brilhante ou alabastre

80 anos – bodas de nogueira ou carvalho

 

Anúncios

Eu sei…estou bem atrasada e prometi este post há meses, mas fato é que só tirei as fotos da máquina agora…

Casamos e fizemos uma de nossas listas de casamento na Camicado (já falei das listas por aqui). Achei fofo quando fizemos um ano de casados recebermos uma cartinha deles nos parabenizando pelas bodas de papel.

Olha que fofo. Diz assim:

“A palavra boda provém da palavra latina “bodum”, que significa promessa. Desta forma, quando se diz “Minha boda”, estamos dizendo “Minha Promessa”. Nesta data comemorem as bodas de papel, o primeiro aniversário deste voto tão especial. Nos sentimos felizes por fazer parte desta história. Parabéns. Renata Camicado”

Junto com o cartão veio uma florzinha FOFA de origami que está na geladeira…Não orna muito com as nossas decorações geladeirísticas, mas gostei tanto que não tirei. 😀

O Maridão é meu primeiro namorado…Acho que desde o primeiro ano de namoro nós nunca saímos para jantar no Dia dos Namorados. Todos os lugares estão sempre lotados, sempre tem fila e o serviço é bem ruim. Já ouvimos diversas vezes de casais que esperaram hoooooooras para sentar num restaurante mais ou menos, imagina em um lugar chique e especial então? Sem contar que se você decidir fazer reserva nos restaurantes legais, o preço é bem salgadinho, né?

No começo a gente sempre comemorava um dia antes: um jantar, um vinho, um cineminha….E no dia 12 sempre passávamos juntos. Mas há algum tempo, fazemos programas em “casal” no dia dos namorados. Juntamos com as minhas cunhadas, casais de amigos ou primos do maridão e fazemos um jantar “especial”.

Neste ano tivemos um almoço romântico em casa e à noite fomos pra casa da Cunha Thá. Ela e o Cunho Deco moram num super apartamento na Vila Romana com uma vista maravilhosa. Bebemos vinho, jogamos conversa fora e tudo isso à luz de velas. O cardápio da noite foi um super fondue regado a muito (muito mesmo) vinho branco e outros quitutes que ela preparou. Brie com presunto Parma, torradinhas com queijo ementhal e de cabra. Tudo muito chique, fino e romântico. Gastamos bem menos do que gastaríamos em um restaurante e o Chef Deco arrasou no fondue! Estava uma delícia!

Fica a dica para 2011! 😉

Quando você casa você passa por três fases comemorações (e elas só ajudam a comprovar aquela teoria de que casar engorda):

Fase 1 – Despedida de Solteiro

É sim fase de comemorar. Afinal, com todo o stress de preparar um casamento, as despedidas acabam se tornando incontáveis para balancear momentos bons e ruins da preparação para o casório.

Primeiro a despedida com os amigos do colégio, depois a despedida com os primos, depois com os colegas de trabalho, com os amigos da faculdade e por aí vai. Obviamente você aproveita para entregar uns convitinhos aqui e acolá para quem você ainda não tinha entregue.

Nesta fase há uma grande participação de cervejas variadas e petiscos de buteco.

Inclui-se aqui também o chá-bar. Os noivos erram, comemoram o presente que ganharam e bebem para pagar o castigo!!!

Fase 2 – O casamento

Esta é a fase da celebração com menos alcóol envolvido. Você acaba tomando uma ou outra antes do casamento, pra dar aquela relaxadinha (o maridão no caso, tomou até na porta da Igreja pra conter o nervoso). No meu caso, eu tinha guardado um pouquinho da tequila que sobrou do chá de cozinha, mas ela misteriosamente “secou” dentro da garrafa. Alguém andou assaltando o bar de casa…

Entre a Igreja e a Festa você é uma pessoa com sede! Sede porque o nervoso passou, sede porque você estava nervosa e sede porque é o seu casamento e você quer mais é comemorar.

Mas aí vem a sessão de fotos (farei um post só sobre isso, prometo, porque vale). E a chegada no salão, e mais fotos, e a fila de convidados querendo te dar os parabéns.

Meu pai nos salvou, oferecendo o espumante que tomamos em copo de vinho mesmo. Tomamos, tomamos e tomamos, mas o momento da festa é tão mágico que você não quer ficar bêbado e por mais que você beba, você fica sóbrio no final.

(Cheguei em casa – minha casa – mais sóbria do que a hora que sai da agora casa dos meus pais)

Fase 3 – Dia a Dia + Amigos/Família

Você chega da lua-de-mel em êxtase. De verdade. Você passa 10 ou 15 dias descansando e comemorando por ter conseguido casar, por ter dado tudo certo. Mas aí você chega na sua casa nova, só você e seu marido e vocês querem é comemorar.

Perdi as contas de quantas caixas de cerveja comprei no começo do casamento. Acho que o maridão passou uns 2 meses em comemoração – pela nova vida, pelo apartamento, por termos arrumado as caixas, pelo céu estar azul (ele vai me matar), por chamarmos amigos e familiares e padrinhos para conhecer nosso cantinho e comemorarmos.

Foi muita, muita, muita cerveja. Muitos, muitos, muitos petiscos. Muita, muita, muita pizza.

E depois de tudo isso de comemoração ainda querem que você case e não engorde? Não tem como!!!

Quem sou eu?


aventurasdecasada@gmail.com

Se cadastre para receber as atualizações do blog por email! ;)

Junte-se a 57 outros seguidores