You are currently browsing the tag archive for the ‘festa’ tag.

Meu deus!!!

Eu juro que quando casei não sabia que aniversário de casamento se comemorava cada ano de um jeito. Achei que era tipo coisa de “firma” sabe, que comemora os funcionários com mais tempo de casa, de 10 em 10 anos?

Só sabia que as Bodas existiam pelas comemorações dos casais da família…Meus pais, meus avós, meus sogros. E as comemorações são sempre nos grandes marcos, né?

Até que fui pesquisar e achei a listinha abaixo. Resolvi fazer o post, porque achei engraçado…Fala sério, né? Bodas de vime? Bodas de Alexandrita? (O que é uma alexandrita? E um Crisopázio?) Bodas de erva? Nácar? Aventurina? Azeriche? Alabastro? Heliotrópio?

E tudo isso só porque olhei as 50 primeiras…Ainda tem mais 30 (a listinha vai até a comemoração de 80 anos).

Enjoy! 🙂

1 ano – bodas de papel

2 anos – bodas de algodão

3 anos – bodas de trigo ou couro

4 anos – bodas de flores e frutas ou cera

5 anos – bodas de madeira ou ferro

6 anos – bodas de perfume ou açúcar

7 anos – bodas de latão ou lã

8 anos – bodas de papoula ou barro

9 anos – bodas de cerâmica ou vime

10 anos – bodas de estanho ou zinco

11 anos – bodas de aço

12 anos – bodas de seda ou onix

13 anos – bodas de linho ou renda

14 anos – bodas de marfim

15 anos – bodas de cristal

16 anos – bodas de safira ou turmalina

17 anos – bodas de rosa

18 anos – bodas de turquesa

19 anos – bodas de cretone ou água marinha

20 anos – bodas de porcelana

21 anos – bodas de zircão

22 anos – bodas de louça

23 anos – bodas de palha

24 anos – bodas de opala

25 anos – bodas de prata

26 anos – bodas de alexandrita

27 anos – bodas de crisopázio

28 anos – bodas de hematita

29 anos – bodas de erva

30 anos – bodas de pérola

31 anos – bodas de nácar

32 anos – bodas de pinho

33 anos – bodas de crizo

34 anos – bodas de oliveira

35 anos – bodas de coral

36 anos – bodas de cedro

37 anos – bodas de aventurina

38 anos – bodas de carvalho

39 anos – bodas de mármore

40 anos – bodas de rubi ou esmeralda

41 anos – bodas de seda

42 anos – bodas de prata dourada

43 anos – bodas de azeriche

44 anos – bodas de carbonato

45 anos – bodas de platina ou safira

46 anos – bodas de alabastro

47 anos – bodas de jaspe

48 anos – bodas de granito

49 anos – bodas de heliotrópio

50 anos – bodas de ouro

51 anos – bodas de bronze

52 anos – bodas de argila

53 anos – bodas de antimônio

54 anos – bodas de níquel

55 anos – bodas de ametista

56 anos – bodas de malaquita

57 anos – bodas de lápis lazuli

58 anos – bodas de vidro

59 anos – bodas de cereja

60 anos – bodas de diamante ou jade

61 anos – bodas de cobre

62 anos – bodas de telurita

63 anos – bodas de sândalo

64 anos – bodas de fabulita

65 anos – bodas de ferro ou safira

66 anos – bodas de ébano

67 anos – bodas de neve

68 anos – bodas de chumbo

69 anos – bodas de mercúrio

70 anos – bodas de vinho

75 anos – bodas de brilhante ou alabastre

80 anos – bodas de nogueira ou carvalho

 

Hoje eu e o maridão completamos 1 ano de casamento, no civil. Pra mim o que vale mesmo é o da Igreja, na semana que vem, mas hoje serve pra nos mostrar o quanto o tempo passou voando!

Decidimos nos casar no civil uma semana antes, só com a família presente. Depois da mini cerimônia tivemos um almoço delicioso preparado pela sogrinha e comemoramos o primeiro passo da nossa nova família: a família Soler Mota.

Nem cogitamos a possibilidade do casamento civil ser realizado na Igreja ou na festa. Foi num cartório super simples, não durou 30 minutos, mas a cerimônia foi cheia de emoção. Confesso que quando nos declararam marido e mulher eu não me aguentei e chorei…Chorei muito!

Acho que o civil serviu como um preparatório para a Igreja, o que me fez estar tão feliz e conseguir não chorar na frente de todos os convidados.

Depois deste dia o maridão queria já mudar pro apartamento e ficar aqui na semana que antecedia a Igreja – eu, como boa moça, relutei e falei que só valia de verdade depois da Igreja e da Festa. Foi uma semana cheia e corrida, mas valeu à pena esperar mais um pouquinho…

É um ano de aventuras, de novidades e do nosso sonho realizado.

Casar e preparar um casamento te consome de infinitas maneiras nos meses que antecedem o grande dia. Reformar e mobiliar um apartamento, junto com toda a correria do casamento, contribui ainda mais pros altos níveis de insanidade pré-casamentística. Fato é que chega uma hora em que você mistura tudo isso com ansiedade para o seu grande dia, e as coisas começam a acontecer.

Eu fui carinhosamente apelidada pelo maridão de Bridezilla. Ele não ganhou apelido, mas ficou bem “Groomzilla” também.

Eu, ao contrário de 99% das noivas que eu conheço, comecei a comer mais. Dizem que você emagrece, porque esquece de comer, porque tem mil coisas pra resolver e acaba sempre resolvendo no horário do almoço ou à noite que emagrece. Balela! Quanto mais nervosa e ansiosa eu ficava, eu comia…Não engordei, veja bem, mas eu comi em todas as refeições e tudo que tive vontade. (O que me engordou mesmo foi a Lua-de-Mel. 🙂 )

O maridão por sua vez tem uma válvula interna de escape – o que não é tão legal assim: as benditas pedras nos rins que, segundo o médico, nestas ocasiões são 100% emocionais. Nossa reforma foi tocada todinha por ele, somada a mais um monte de coisas que ele me ajudou a resolver da festa, as pedrinhas brotavam no rim dele. Quem já teve pedra no rim sabe o quanto dói. Ele fez implosão e não funcionou. Fez uma cirurgia para remoção das pedras e inseriu um Duplo J (não me pergunte o que é, só sei que doi muuuuuuuito) e depois de 10 dias elas já estavam lá de novo.

Ficamos com medo e preocupados de acontecer alguma coisa e  revisamos o seguro saúde da Lua-de-Mel seguindo o conselho do médico do maridão. Não adiantava muita coisa: pedra nos rins é doença pré-existente e o seguro não cobre. Se acontecesse algo, teríamos que pagar por fora. Ficamos mais assustamos, mas chegamos à conclusão de que era melhor desencanar. Se a gente não se preocupasse ia dar tudo certo no final.

E foi o que aconteceu. O vestido da noiva entrou direitinho e o rim do maridão se comportou bravamente na lua-de-mel. Não tem jeito: a ansiedade vem de qualquer maneira, você só precisa aprender a conviver bem com ela! 😉

Todo o casamento envolve uma preparação. Seja ele uma festa simples para amigos íntimos e família (que muitas vezes pode ser muito grande), seja ele uma festa grandiosa.

Durante anos e anos de namoro você mora com os seus pais. Tem casa, comida e roupa lavada. Tem computador, Internet e TV à cabo. Tem gato, cachorro e papagaio.
Durante estes anos, o seu grande sonho é poder morar junto da pessoa que você ama. Casar e construir uma família: a sua família. Com direito a tudo o que aprendemos com os nossos pais: carinho, respeito, amor, sinceridade, fidelidade, etc… E realmente é isso o que acontece.
Quando a decisão finalmente é tomada, você percebe que o que era para ser um conto de fadas vira uma “To Do List” sem fim:

– Vestido (o mais importante para toda noiva)
– Dia da Noiva
– Decoração e Buffet
– Convidados
– Lembrancinhas
– Foto e Filmagem
– Lua de Mel
– Comprar dólares
– Onde vou morar? Precisa reformar?
– Fazer a mudança

Fornecedores, fornecedores e mais fornecedores. A lista é sem fim e proporcional ao stress pré-casamento. Mas nada do que você passa nos preparativos para o seu casamento, te prepara para o que você terá que enfrentar depois da festa e da lua de mel.

A Vida de Casada é impagável – literalmente. A cada dia uma nova descoberta, a cada dia um pouquinho mais que vc sabe sobre o seu companheiro e a cada dia momentos que fazem você ver que tudo valeu à pena. Todo o stress, todo o nervoso e toda a ansiedade se pagam com momentos simples, que enquanto você morava com os seus pais você não sabia que existiriam, você não imaginava que ia passar e na verdade você não tinha com que se preocupar.

Desde uma panela de arroz com muito mais sal do que arroz até arremessar o tubo de creme dental pela janela sem perceber. A vida de casada é impagável.

E é por isso que eu decidi começar este blog. Porque eu amo meu marido, porque eu amo estar casada e porque cada dia desta nova vida é uma aventura.

Quem sou eu?


aventurasdecasada@gmail.com

Se cadastre para receber as atualizações do blog por email! ;)

Junte-se a 57 outros seguidores